As 5 melhores dicas para criar um fluxo de nutrição para sua empresa!

Criar um fluxo de nutrição é uma das etapas mais importantes da estratégia de quem trabalha com Inbound Marketing.

Afinal, é muito importante manter os seus possíveis clientes engajados, por conta da otimização das suas ações.

Dessa forma, é possível ser visto como uma referência no mercado, além de melhorar os seus resultados e atingir o tão esperado sucesso.

Para isso, entretanto, é necessário entender sobre como funciona o Inbound Marketing, assim como conhecer as principais estratégias para criar o fluxo de nutrição para a sua empresa.

Quer saber mais sobre isso? Confira essas dicas!


Definindo sua persona

O primeiro passo para qualquer estratégia de marketing digital, seja o marketing b2b, de conteúdo ou qualquer outro, é ter a sua persona bem definida.

Dessa forma, é possível garantir que todos os conteúdos que serão produzidos pela sua empresa vão atingir a pessoa certa e, mais importante: no momento certo.

A persona, para quem não está familiarizado com o termo, é um personagem fictício criado como o consumidor ideal do seu produto ou serviço.

Ele é muito mais específico que o termo “público-alvo”, o que faz com que os conteúdos sejam ainda mais direcionados, garantindo um maior sucesso nas ações estabelecidas pela empresa.


Listando suas estratégias

A partir do momento que você tem a sua persona estabelecida, é muito importante pensar nas suas estratégias e, principalmente, no seu objetivo.

Nenhuma empresa trabalha sem objetivo, não é mesmo? Independente de qual seja ele, desde aumentar o seu lucro, como também abrir microfranquias, o importante é que toda empresa tenha estabelecido o seu.

Dessa forma, é mais fácil garantir que as estratégias serão direcionadas, assim como todas as suas ações. 

 

 


Selecione um evento

Selecionar o evento significa também escolher o gatilho inicial para dar início ao seu fluxo de nutrição. Ou seja, é importante definir qual das ações do seu possível cliente vai desencadear o disparo do e-mail marketing.

Para isso, é importante conhecer bem a ferramenta escolhida para o envio dos e-mails, pois cada uma tem a sua especificidade e normalmente existem ações pré-definidas.

Os gatilhos mais comuns são:

  • preenchimento de formulário;
  • download de material;
  • visita a uma página específica;
  • abertura ou clique em e-mail.


Planejando seu calendário editorial

Antes de produzir os seus e-mails, é muito importante estabelecer um calendário editorial. Isso porque, a grande sacada dessa estratégia de inbound marketing é a criação de um relacionamento da empresa com o seu possível cliente.

E para criar esse relacionamento, é importante ser constante, não é mesmo? 

Isso significa estar presente com certa periodicidade, mas não lotar a caixa de emails do seu consumidor, uma vez que isso pode fazer com que o indivíduo se descadastre da sua lista ou encaminhe para spam, o que não é um benefício para você.

Para consolidar o seu relacionamento com a sua base de contato, o recomendado é que o intervalo de e-mails seja entre dois e cinco dias.


Chegou a hora!

Você pensou que o seu trabalho em criar um fluxo de nutrição já tinha acabado? Estamos quase lá!

Como em qualquer estratégia de marketing digital, é muito importante analisar os resultados obtidos através do fluxo de nutrição estabelecido.

Dessa forma, é possível analisar quais foram os pontos que deram certo, assim como alterar aqueles que não foram tão positivos como você esperava. Para isso, existem métricas que te ajudam a visualizar esses resultados.

E agora? Pronto para colocar o seu plano em ação e gerar leads e vendas para o seu negócio?

Conteúdo produzido por Letícia Eleutério | Redatora no Ideal Marketing

Sobre o autor | Website

Junte-se a 13.756 pessoas que decidiram aprender tudo sobre Marketing de Afiliados.

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!